Bundt Hummingbird de Côco, tarecos e patarecos

 
Tarecos e patarecos. Peças soltas. Peças velhas. Usados pelo tempo. Cheios de história.

Adoro! Sempre adorei coisas velhas. Sejam ruínas, colecções ou antigas recordações. Sou uma saudosista de primeira apanha! Gosto das histórias que estão nas coisas. Das lembranças que estavam há muito enterradas e que sobem à flor da pele quando nos cruzamos com um objecto há muito perdido.

O interior de um moinho abandonado, o tecto ruiu e caiu o mastro da vela (não sei o nome correcto...)

Adoro casas abandonadas. Antigas fábricas, adegas, lagares de azeite, moinhos agora já sem vela nem janelas... Gosto das paredes grossas e feitas de pedra e de encontrar (qual arqueóloga de meia tigela) papéis, tabuletas, objectos que me digam mais sobre o local e a maneira como era vivido.

Outro moinho, durante os nossos passeios na Serra do Louro

Tenho por isso bastante orgulho na torteira da minha avó (a da Torta de Azeitão, lembram-se?), dos serviços antigos da minha avó e da minha mãe e de todos os tarecos e patarecos que vou encontrando, peças soltas, gastas, usadas, algumas partidas e todas... lindas!

Por ocasião deste novo Bundt para o Bundtmania deste mês, deixei sair à rua, num piquenique improvisado, o serviço de chá da minha avó. Nunca o tinha usado. Não é um serviço pomposo, só tem um tom, não tem fios de ouro nem porcelanas chinesas. É um serviço simples como ela também era. E foi ele que deu o mote para a criação d' "A minha cozinha Vintage", onde podem encontrar algumas das loiças "velhas" que vão começar a aparecer por aqui.


Mas voltando às coisas velhas e ao tema da Bundtmania, dado pela Lia, do Blog Lemon & Vanilla (não sei se ainda há alguém que não conhece este blog... Se não conhecerem, passem por lá que é fabuloso). Este mês o tema é Bundts "Hummingbird". Nunca tinha ouvido falar de tal coisa, mas podem imaginar o meu entusiasmo quando encontro a receita original que é assim, de 1978, mais velha que eu!!! Eheheheh! Tal e qual os livros antigos de cozinha, bastante usados e um tanto rasgados que existem na estante da minha mãe!! Ai adoro!!!! Este "Hummingbird" é um bolo de frutas, noz e creme de queijo que se diz tão bom que é capaz de calar todos os comensais, ouvindo-se apenas "Hummmmm". 


Decidi portanto manter-me fiel à receita original e a coisa até estava a correr bastante bem até chegar ao óleo... 1 + 1/2 cup de óleo? Pareceu-me um pouco excessivo e antevi que o meu intestino irritável se fosse dar mal com tanta gordura (desculpem lá partilhar isto convosco!!). E foi assim, com um pouco de leite de côco, que o meu Hummingbird se tornou Hummingbird de côco.


No final obtive um bolo que, apesar de não ter desenformado como desejava, ficou lindo e de aspecto delicioso (estão a ver 2 pessoas a atropelarem-se a ir buscar colheres para provar a primeira fatia? Fui eu e o meu amor perante este bolo...). O interior ficou longe de ser o que eu esperava e deixou-me um pouco triste. Ficou tipo queijada. Acredito que isto tenha acontecido porque usei ananás natural e não de lata (não sou muito apreciadora de fruta em lata), o que aumentou exponencialmente a quantidade de líquido da massa... Como isto não aconteceu com nenhuma das minhas colegas Bundt-makers aconselho quem experimente a minha versão a usar ananás de lata, a menos que adore queijadas e consiga comer um bolo inteiro com esta textura. O creme de queijo pode ser dispensado, se bem que depois do bolo fresco, faz um bom contraste (meio salgado) com a massa (mais doce).

Hummingbird ("Mnhammingbird") Bundt de Côco
Adaptado daqui


Ingredientes (1cup = 1 chávena 250ml)
3 cups de farinha sem fermento
2 cups de açúcar branco
1 colher de chá de sal
1 colher de chá de bicarbonato de sódio
1 colher de chá de canela
3 ovos batidos
3/4 cup de óleo de girassol
3/4 cup de leite de côco (usei light)
2 colheres de chá de extracto de baunilha
250g de ananás, esmagado e com a calda
1 cup de nozes partidas
2 bananas, às rodelas

Para a cobertura
250g de creme de queijo (usei light)
1/2 cup de creme vegetal
150g de açúcar em pó
2 colheres de chá de baunilha em pó
3 colheres de sopa de extracto de baunilha

Ananás, morango e côco ralado para decorar.

Preparação
Pré-aqueça o forno a 180ºC. Unte uma forma com buraco com creme vegetal e polvilhe-a com farinha.
Numa tigela, misture os ingredientes secos (farinha, açúcar, sal, bicarbonato e canela). Adicione os restantes ingredientes, por ordem, sem bater. Leve ao forno durante 45-50 minutos, ou até passar no teste do palito (o meu bolo ficou com um ar bastante tostadinho e crocante por fora - mesmo queijada...).
Retire do forno e deixe arrefecer durante 15-20 minutos antes de desenformar. Deixe arrefecer completamente antes de colocar a cobertura.

Prepare a cobertura, batendo os ingredientes com a batedeira até obter uma mistura cremosa.
Numa frigideira, toste cerca de 3 colheres de sopa de côco ralado (vai perfumar a cozinha!). Decore o bolo com morangos, ananás e o côco ralado e sirva com fruta fresca e nozes partidas.




Bom apetite!
Raquel

15 comentários:

  1. Muito bonito este bundt, a parecer um verdadeiro beija-flor :)
    Parece que seguimos a mesma receita com as adaptações necessárias ao gosto de cada uma. Adorei o resultado!

    Bjinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O mais giro é que apesar de seguirmos a mesma receita não houve nenhum Bundt igual :)

      Beijinhos

      Eliminar
  2. Olá, Raquel!
    Com tantos elogios ao bolo de banana da Dorie, fiquei em pulgas para o experimentar, não sei porquê, mas esse post aparece de maneira diferente na página, e não consigo ir para os comentários!
    O teu hummingbird ficou lindo com essa fruta fantástica a acompanhar e com o serviço da avó, a dar vida e cor às fotos :)
    Gostei muito da minha experiência com o hummingbird, tenho de o publicar ;)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que pena que não está a funcionar bem... O bolo de banana da Dorie foi mesmo dos meus preferidos de ultimamente!

      Beijinhos

      Eliminar
  3. Olá Raquel,
    Eu também adoro tarecos e louças velhas e "vintage" e só de pensar nas velharias que ficaram perdidas e sem acesso na casa da minha avó, até fico louca... bom, mas adiante...
    Muito, muito obrigada pelas tuas palavras e pelo teu lindíssimo bundt. Ainda bem que não foste na conversa do óleo e o substituíste por coco, pois para mim está perfeito, com o coco que tanto adoro!!
    Beijinhos grandes e muito obrigada de novo,
    Lia.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu é que agradeço, gosto tanto deste desafio! Nunca pensei, eu que nem era fã deste tipo de forma de bolo e agora ando ansiosa pelo desafio mensal dos Bundts :)

      Beijinhos

      Eliminar
  4. Raquel ficou muito bem. Acho que fizeste muito bem em cortar na gordura.
    Beijinhos.
    P.S. Também sou muito saudosista!

    ResponderEliminar
  5. Olá Raquel!
    Que giro, somos ambas veterinárias e adoramos culinária :)
    Bolinho lindo e bom, com o leite de coco parece-me maravilhoso.
    E eu sou assim também, adoro coisas velhas, lindas, que se encontram nos baus.
    Um beijinho.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eheheh sim é muito giro! Às vezes não é fácil conciliar as duas coisas porque a profissão e o estudo levam muito tempo.... mas quando se gosta de uma coisa lá se arranja um bocadinho não é? :)

      Beijinhos

      Eliminar
  6. Respostas
    1. Obrigada Sofia e obrigada pela visita!

      Beijinhos

      Eliminar
  7. Sabes uma coisa, Raquel, eu ando mortinha, por chegar a terras lusas e chafardear nas coisas antigas! Nos tarecos como tu lhe chamas que escondem uma historia! E ja se está a ver o que lhes vou fazer né?? Ajudar na decoraçao pro blog!
    Olha, qto ao teu bundt, que posso eu dizer? Por aqui que li, por causa da textura enqueijada, o meu, tb ficou um bocadinho assim! Mas porque era mta massa e a forma pequena! E em relaçao ao teu, se tu o dizes, estou cá desconfiada, que foi por teres usado o abacaxi triturado! é que normalmente este tipo de frutas, têm um teor em agua enorme o que nos pode estragar uma receita, sem dar-mos por ela!
    Mas tu esta descansada, que aqui nao ha nada estragado! Oh oh... Pena é estar longe e a internet ainda nao permitir que se provem as coisas! Havia de ser bonito!
    Obrigado por te teres juntado a nós em mais uma ediçao!
    Beijinhos,
    Mena.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois por cá também não houve nada estragado, apesar da textura um bocado diferente da que eu esperava... No dia seguinte então, depois do creme ter ficado fresquinho, posso dizer que ganhou outra côr e ficou ainda mais delicioso!!

      Beijinhos, e aguardo mais um desafio :)

      Eliminar
  8. Ai Raquel que eu gostei tanto de participar nesta edição que passou, foi um bolinho muito apreciado por todos.
    Adoro velharias e peças vintage, todos os meses vou a uma ou duas feiras de velharias domingo vou a Barcelos.
    Também adoro espaços antigos, cheios de história e fico sempre tão triste quando vejo locais abandonados e que dariam museus, hotéis e locais de grande interesse, infelizmente não é fácil arranjar verbas para por tudo lindo, estudei Turismo e uma das cadeiras era Património e ias adorar ver dezenas de monumentos desconhecidos que são deslumbrantes.
    Quanto às louças ainda há duas semanas numas limpezas encontrámos uns pratinhos de Sacavém , verdes, tão lindos.
    Levo uma fatia do teu bundt porque mesmo com esta cobertura é fantástico e adorei a ideia do leite de coco, que aoro.

    beijinhos querida

    ResponderEliminar